Entrevista Internacional a Efraín Martínez Figueroa, Consultor Político en la Revista ISTOÉ Dinheiro de Brasil


din1059-mexico1-418x235

O México na contramão do mundo

O candidato populista Andrés Manuel Obrador lidera a corrida presidencial mexicana, com um discurso nacionalista e antimercado

Luana Meneghetti

02/03/2018

Em maio do ano passado, o candidato centrista pró-europa, Emmanuel Macron, foi eleito presidente da França. Dois meses antes, na Holanda, o conservador Mark Rutte evitou que o candidato radical, Geert Wilders, saísse vencedor. Um movimento semelhante a esses aconteceu na Argentina em 2015, com a eleição do liberal Mauricio Macri. Os governos populistas entraram em xeque nos últimos anos, mas o México parece caminhar na contramão do mundo.

O nacionalista Andrés Manuel Obrador, do partido de esquerda Movimento Regeneração Nacional (Morena), aparece na primeira posição nas pesquisas, com 34% das intenções de voto. Ele lidera com um forte discurso anticorrupção, que tem atingido o atual governo de Henrique Peña Neto, do Partido Revolucionário Institucional (PRI). “Nestas eleições, o voto vai ser contra a corrupção e o atual sistema político do México”, diz o consultor político mexicano, Efraín Martínez Figueroa. “A população está cansada, por isso Obrador segue na liderança.”

Obrador é ex-prefeito da Cidade do México e essa é a terceira vez que disputa a presidência. Ele tem um discurso nacionalista, protecionista e antimercado e já se posicionou contra os investimentos privados em setores administrados pelo Estado, como o de óleo e gás. Além disso, Obrador foi um crítico da reforma no setor de energia, ocorrida no fim de 2013, que privatizou boa parte das empresas elétricas. O candidado do Morena promete ainda conter a corrupção, restaurar a segurança (2017 foi o ano mais violento do México) e impulsionar os gastos com o bem-estar social.

Até as eleições em 1º de julho, José Antonio Meade, candidato do PRI, pode avançar na disputa, segundo estimativa da seguradora de crédito Coface. Meade é considerado o “candidato do investidor”. Ele deve ultrapassar Ricardo Anaya, do Partido Ação Nacional (Pan), que apare em segundo lugar na corrida eleitoral e está sendo acusado de corrupção em negócios imobiliários. Mas ainda faltam cinco meses para a população mexicana ir às urnas e decidir se o país se manterá na mesma direção ou se ficará na contramão do mundo.

Acerca de Efraín Martínez Figueroa | EMF Consultoría Política

Es abogado de profesión y se desempeña desde 2006 como consultor y estratega político, ha colaborado como co-conductor, analista y comentarista en Grupo Fórmula, TV Azteca y Meganoticias TVC en cadena nacional. En el ámbito internacional, ha participado en los programas "La Tarde" del Canal de las Américas NTN24 (Mundo Fox/Max) y "América se entera" de RCN, desde Colombia para todo el continente, España, Australia y Nueva Zelanda y en "Sin Censura" de Chicago, Estados Unidos.
Esta entrada fue publicada en Entrevistas, Entrevistas Internacionales, Noticias y etiquetada . Guarda el enlace permanente.

Responder

Por favor, inicia sesión con uno de estos métodos para publicar tu comentario:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.